Quer criar seu próprio infoproduto?

Inscreva-se e receba um minieBook para saber mais hoje mesmo!

Porque o violão é tão popular?

ViolãoViolão é – sem dúvida – o instrumento mais popular do mundo. Pelo menos na minha opinião. E por um motivo muito, muito forte: o violão é versátil.

Por exemplo: violão e voz. Porque dá certo? Porque o violão fornece, ao mesmo tempo, harmonia e ritmo. E solos de quebra. Qual outro instrumento faz isso? Piano fica devendo um pouco no ritmo. E mesmo que alguns digam que não, tudo bem. Piano não vai onde o violão vai.

Mesmo aqueles teclados portáteis jamais conseguiram derrubar o violão. Você vê muito violão e voz. Já teclado e voz… Não é muito popular, digamos a verdade.

E o violão vai em qualquer lugar. Dentro de um estôjo (case…), um “bag”, um saco de estôpa. Ou peladão mesmo. É só catar o bicho pelo braço e sair andando.

Tá legal, violino também é fácil de carregar. Vai fazer “voz e violino”? Pára com isso…

E a afinação? Dois palitos e um abraço. Rapidinho. Já viu como se afina um piano, por exemplo? Sai fora, dá um trabalho do caramba.

Preço de violão não é problema também. Tem de cem paus até a casa dos milhares. Não tem grana? Compra um de cem paus usado por cinquenta.

Enfim, violão é que nem bola de futebol. Popular. Guitarra também tem lá sua popularidade. Mas se não tiver um amplificador, lascou. E mesmo que tiver, quero ver tocar se acabar a energia. De mais a mais, cê já viu “voz e guitarra”? Eu já. Não fica igual violão de jeito nenhum. Falta o timbre…

Violão numa banda também é muito importante. Tudo bem que tem banda (de rock, por exemplo) que não usa violão, só guitarra. Mas são poucas bandas. Geralmente o violão está presente.

Mais uma vantagem do violão. Facilidade do aprendizado. É claro que estou falando do violão popular. Clássico já é outro departamento. Mas o fato é que em pouco tempo, às vezes menos de um mês, qualquer pessoa pode aprender três, quatro acordes e acompanhar uma música. Isso, aliado às outras vantagens já mencionadas, dá ao violão a popularidade que ele tem.

Com o advento da internet (que é mais popular que o violão…), a popularidade do violão cresceu mais ainda.

Antigamente, aqueles que desejavam aprender violão popular, dependiam – em muitos casos – exclusivamente de seus ouvidos. Era na raça mesmo. Outras opções incluiam gastar dinheiro. Em revistas, métodos, professores.

Hoje a coisa mudou. Há centenas (ou milhares, nunca contei) de sites e blogs sobre violão. Podem até não oferecer tudo o que se precisa saber para aprender violão, mas que dão um belo empurrão, isso dão. São sites e blogs de cifras e acordes, escalas, teoria, enfim… um mundão de informação. Grátis, claro.

Quando comecei o blog  Acordes de violão, achava que iria atingir um determinado número de interessados. Um número modesto. Já estava legal pra mim, suficiente para compartilhar o que sei. Muito bem, a realidade mostrou-se muito diferente. A quantidade de visitas, hoje, é pelo menos quatro vezes superior à minha estimativa inicial.

Muita gente quer aprender tocar violão. Esta é a verdade. E muitos começam, dão os primeiros passos. Acredito que muitos desistam, é normal. Por diversos motivos. Muitas vezes, violão não era bem o que a pessoa queria. Depende muito, também. do curso de violão escolhido.

Mas desta verdadeira multidão que começa aprender violão, alguns com certeza chegarão lá. Serão bons instrumentistas. E alguns serão grandes instrumentistas. Uns poucos talvez fiquem até famosos. Outros serão professores. E assim por diante.

Por isso é tão importante disponibilizar informação. Não só sobre violão, claro. Como é que alguém vai aprender algo, se quem sabe aquele “algo” é egoísta, fica guardando tudo para si mesmo. Vai morrer e levar a informação consigo. Pra nada, porque lá no céu se toca é harpa, não violão (essa é chutômetro, nunca fui lá pra ver…).

E olhe que não é necessário ser um “expert” no assunto. Seja violão ou qualquer outro. Sabe o básico? Ensine. A internet está bem aí. Tem espaço grátis até não querer mais…

Quer saber mais de violão? Aí vão algumas dicas:

Blog Acordes de violão

Cifras.com.br

About the Author Bruno