Quer criar seu próprio infoproduto?

Inscreva-se e receba um minieBook para saber mais hoje mesmo!

Porque não usar drogas

Shares

Este artigo poderia ter apenas uma frase, mas não vou fazer isso com você. A frase seria a resposta para o título do post:

“Porque usando drogas, você vai cair. Vai cair tão baixo, que nem um guindaste será capaz de te levantar.”

Acredite… não é brincadeira. Começar a usar droga é fácil. Parar é outra parada. Quer uma comparação? Imagine que você pegou aquele vaso que a mamãe gosta tanto, e jogou no chão com uma raiva danada. O vaso estilhaçou-se em mais ou menos uns cinco mil e quinhentos pedaços. Pois eu acho mais fácil recompor este vaso que fazer um drogado em estágio avançado voltar ao normal.

Pode ser que algum especialista por aí, um “expert” no assunto me contradiga. Mas seria melhor que não o fizesse. Por motivos óbvios.

O fato é que há milhares de razões para não usar drogas. E que motivos teria qualquer pessoa para sim, usar as malditas drogas?

Aqueles que já caíram, já viciaram em algum tipo de droga, devem procurar ajuda profissional. Sim, porque parentes, amigos e companhia limitada, não serão capazes de ajudar a um viciado.

Mas  falo aqui de alguém que ainda não experimentou. Você, talvez. Mas está pensando… lhe ofereceram. Tem amigos que usam. E por aí afora.

Se for este o caso, coloque isso de maneira definitiva em sua cabeça:

NÃO FAÇA ISSO!

Não experimente. Vire as costas e vá embora. Afaste-se da droga, dos amigos que usam. “Ah… mas é meu amigo…”. É nada. E mesmo que for, é muito melhor perder um amigo do que virar uma ameba. É verdade. Quem vicia feio em drogas vira – se tiver sorte – uma ameba. Uma pessoa que não vive mais. Um morto-vivo. Morto para as coisas boas da vida. E vivo para dar um trabalho danado para os familiares, roubar para comprar droga, agredir a própria família, envolver-se em confusões, ir parar na cadeia várias e várias vezes, ser abusado (é…), apanhar, cair e cair e cair. Alguns conseguem recuperar-se. Poucos, creio eu. Muitos morrem violentamente. Outros morrem de overdose. Outros das sequelas da droga.

Por isso, repito: não experimente. Saia correndo. Fuja. Afaste-se. Vá para a Austrália, China, sei lá. Mas não entre nessa. Você vai se lascar.

Alguém vai te falar que não é bem assim, ou pior, que não é nada disso. Principalmente se for alguém que usa drogas. Todos eles dizem a mesma coisa: “eu paro a hora que quiser”. É mentira. Não pára nada.

Não acredite em nada que lhe disserem.  Um viciado já nem sequer tem um cérebro para pensar, como é que ele pode te dizer algo que preste? O traficante, por outro lado, geralmente não é viciado. Mas ele precisa fabricar viciados. Então vai dizer qualquer coisa pra você. Que não vicia, que o barato é legal. Sei lá. Não escute.

E se quem te disser algo favorável às drogas não for nem viciado nem traficante, escute menos ainda. É apenas um idiota. Você não faria algo movido por aquilo que um idiota diz, faria?

Bem, acho que já temos aí algumas respostas sobre “porque não usar drogas”. Se não forem suficientes para você, pare e pense. converse com alguém. Pai, mãe, pastor, padre, vizinho, amigo (não drogado, por favor), sei lá. Faça das tripas coração, vire-se do avesso, mas não cai nesta armadilha. A porta de entrada é larga. Dizem que a porta de saída é estreita, mas eu acho que isso não é bem verdade. É uma porta normal. Só que a maioria não consegue encontrá-la.

 

 

About the Author Bruno

Popular posts