Porque eu consegui vender meus infoeBooks

Shares

Por mais que você tente achar uma resposta complicada, ela é bem simples. Eu escrevi algo que alguém queria ler. Tudo bem, vá lá… no início eu não sabia, foi meio por acaso. Mas logo aprendi: escreva para os outros, não para satisfazer ao seu ego.

Como eu sou meio turrão, ainda escrevi alguns eBooks “para mim”. Coisas que eu tinha vontade de escrever. Não vendi nada. Ou tão pouco que pode se dizer que foi nada. Se você já passou por esta experiência deve saber o gostinho… da frustração. Você lá… achando que vai detonar, e… nada. É bem ruim.

Mas eu não desisti. Resolvi ouvir a voz da razão e continuar escrevendo. Mas não para mim. Joguei meu ego lá num cantinho e deixei por lá. E você precisa fazer a mesma coisa, se não quiser amargar e empilhar frustrações. Então vai aí a receita:

Escolha um público, um nicho, pesquise e escreva para este público, que deseja ardentemente que alguém escreva o livro que eles querem ler. É verdade!

Os problemas das pessoas

Faça um exercício… tente concentrar-se e fazer uma lista dos problemas das pessoas, em geral. Qualquer problema. Só para dar um exemplo, vou mencionar algo que talvez faça você rir.

fibra

É isso aí… uma colher diária…

Alguns anos atrás, num sábado à noite, me veio uma enorme, estúpida e insuportável dor de barriga. Já começou rir? É… na hora não teve graça nenhuma. Aquilo se foi madrugada afora. Tentei de tudo, nada adiantou. No domingo a coisa arrastou-se dia afora. Eu não conseguia… número dois, você sabe. Aquilo estava entalado lá dentro. 

Na segunda-feira, já um pouco melhor, fui ao médico. Examina daqui e dali… “você precisa ingerir mais fibra…”. A gente sempre pensa ou que não tem nada, ou que tá ferrado, é ou não é? Mas aquilo… achei estranho. Eu tinha alguma coisa, mas que poderia ser resolvida com… fibra? Comecei a questionar o médico, dizendo que nunca tive o intestino preso. Ele simplesmente respondeu: “Você sabe que idade tem?”. À época eu tinha uns 53. O médico continuou: “Vá se acostumando, meu amigo… com a idade, seu corpo já não funciona como antigamente”. 

Legal. Eu comprei a tal da fibra. E tomei durante alguns meses. Depois parei. Um dia, a dor voltou. Médico novamente. Aí sim, ele quase me chamou de burro. Ele perguntou “Qual foi a parte de tomar fibra todos os dias pro resto da vida que você não entendeu? Quem foi que mandou você parar?”. Aí eu entendi. E tomo todos os dias, sem falhar. E o resultado… cocô… alívio…

Pois então. Problemas. As pessoa têm problemas às pencas, saindo pelo ladrão. É um campo vasto de trabalho que você e eu temos bem diante do nosso nariz.

Finanças, problemas de relacionamento, problemas físicos (obesidade…), aprendizado, problemas com o trabalho, na casa, carro, jardim… É um verdadeiro oceano de problemas.

E olhe que você não precisa ser um especialista em nada. Ofereça um solução real, que funcione de verdade para qualquer problema e eu garanto que ninguém vai perguntar se você é formado nisso ou naquilo. Pelo contrário. As pessoas vão ficar tão agradecidas que a única coisa com a qual se ocuparão será… em resolver seus problemas.

E então? Entendeu como foi que eu vendi meus infoeBooks? Aí está a resposta. Eu ofereci às pessoas exatamente aquilo que elas queriam. E mais nada. Não há segredo.

Ofereça fibra a quem não consegue cagar.