Quer criar seu próprio infoproduto?

Inscreva-se e receba um minieBook para saber mais hoje mesmo!

A casa caiu. É possível levantar?

Shares

levantar - tristeza

Observe uma criança pequena. Ela corre – apesar dos avisos do pai – e acaba caindo. O que a criança faz? Em geral, tenta levantar-se imediatamente. O que faz o pai? Corre para levantá-la.

É a natureza que Deus nos deu. Ele (Deus) quer nos ver levantados, de pé, firmes. Não caídos.

Mas nós caímos e caímos. E parece – em alguns casos – que a cada vez fica mais difícil levantar. Sair do problema, da situação ruim. Sair do buraco, que parece cada vez mais fundo. Por vezes, é assim.

Mas para Deus, não importa o tamanho do problema, a profundidade do buraco. Você não deveria tentar mostrar a Deus o tamanho do teu problema. Mostre ao problema o tamanho do teu Deus.

– Ah, mas você não sabe nada do meu problema… se soubesse… não tem solução! – alguém poderia dizer.

É verdade. Eu não sei mesmo. Mas Deus sabe. E Deus tem um propósito para a tua vida. Talvez este problema pelo qual você está passando faça parte do plano de Deus para você.

– Ahhá! Então foi Deus que mandou o problema pra mim?

É muito provável que não. A maioria dos nossos problemas – preste muita atenção – é causada por nós mesmos. Não acredita? Examine a fundo a situação. Como foi que começou o problema? O que você fez antes de acontecer o problema?

Muitas vezes há um fator externo, mas mesmo assim talvez você mesmo tenha colocado este fator em seu caminho.

Estamos tão acostumados a culpar outros pelos nossos problemas, que já nem percebemos mais.

É o caso do sujeito que tem uma verdadeira coleção de multas de trânsito, e a cada nova multa, arruma outra desculpa. Foi o guarda, foi o sol, foi a chuva, foi o carro. Tudo, menos ele. Quem acredita? Eu não. Está na cara que ele é um péssimo motorista.

 

A casa caiu. Como levantar?

A expressão “a casa caiu” é popularmente utilizada para uma série de situações. Mas em todas elas quer dizer a mesma coisa. Planos frustrados. Você planejou de um jeito e tudo foi por água abaixo.

Nestas situações, é comum você sentir-se perdido. É claro… tudo se acabou, certo? Errado. Nada se acabou. Não encare como um fim e sim, como um começo.

Evidentemente você não vai sair pulando de felicidade. Perdeu casa, carro, empresa, tudo e ainda pula qual doido, gritando: “é a minha oportunidade!”.

É hora de reflexão. O que foi que você fez para estar nesta situação? Comprou a crédito sem poder pagar. Pediu dinheiro emprestado que não podia pagar. Adquiriu bens de origem duvidosa. Você escolhe. Eu é que não sei. Mas você sabe.

 

Pergunte a Deus

A maneira de levantar, é conversando com Deus. Nada daquela oração padronizada que você faz de vez em quando. Converse com Deus realmente. Clame a Deus. Ele te ouvirá.

Sabe qual o nosso problema? Achamos que nós é que temos que dirigir, decidir e saber tudo. E não é assim. Precisamos da direção de Deus. Perguntar a Ele. Pedir a Ele. Fazendo desta maneira, haverá orientação do Espirito Santo de Deus em tudo o que fazemos, evitando que façamos as coisas de maneira errada.

Muita gente pensa: “ah, isso não adianta nada… eu é que tenho que fazer as coisas mesmo…”.

É verdade. Você é que deve fazer as coisas. Porém, sob o comando de Deus. Fazendo a vontade d’Ele e não a tua. Pedindo segundo a Sua vontade, não a tua. Pedindo segundo a tua necessidade, não o teu desejo. Você precisa de uma mansão, cinco carros, um helicóptero, três meses nas Bahamas por ano, oitenta ternos e sessenta gravatas? Precisa mesmo? Vá em frente, peça a Deus. Mas se não precisa, não peça. Ele não vai conceder. É simples assim.

Quando você decide “conseguir” as coisas por si próprio, mesmo sabendo ser contra a vontade de Deus, o que acontece é isto. Você acaba utilizando recursos e atitudes que não são provenientes de Deus. Então, momentaneamente você pode até ter estas coisas mencionadas acima. Mas terá que devolver. Não eram destinadas a você.

Portanto, na hora de recomeçar, busque a orientação de Deus. Ele não falhou comigo e não falhará com você. Deus não falha. Nós é que sempre metemos os pés pelas mãos.

About the Author Bruno

Popular posts