Quer criar seu próprio infoproduto?

Inscreva-se e receba um minieBook para saber mais hoje mesmo!

Feliz 2011, tome a decisão certa

Shares

Feliz 2011, tome a decisão certaTodo final de ano é a mesma coisa. A gente sonha com um futuro melhor. E acaba tomando umas decisões. Largar de fumar, ser um cara mais bacana, montar uma empresa pra mandar o patrão ir se lascar. No fim, acaba tudo em pizza, a gente sabe. Como saber está mudando isto agora. Tome a decisão certa.

Sabe qual o problema? Você sempre decide fazer coisas fora do seu alcance. Seja realista. Você não consegue nem catar um gato pelo rabo. Aquela mosca chata que fica zuncando em seu ouvido, te dá um baile feio. A mulher faz gato e sapato de você. Na empresa então, nem falar. Um zero à esquerda. Morrendo de medo que o chefe saiba com quem está lidando e te mande embora. Vida social, uma piada. Entre os amigos, o mais fraquinho. Anda num fusca 82 caindo aos pedaços. Tem só uns cinco mil e tanto no FGTS. Reconheça: cê tá é lascado mesmo. Não há resolução de ano novo que te salve.

Ainda por cima, lê um parágrafo como este acima e fica balançando a cabeça, concordando. Pare com isso! Levante esta cabeça e tome uma atitude. Deu branco? Tudo bem, vou te dar umas idéias. É bem provável que não funcionem, mas aí a culpa não é minha. Quem foi que vestiu a carapuça?

Decisões “cabeça” para o final do ano

  • Desista de mandar na sua mulher – Este é o primeiro passo para um vida saudável. A dois.
  • Desista de tomar o lugar do chefe – It’s not gonna happen.
  • Desista de ir ao boteco – Seja um bêbado caseiro. Compre sua caixa de cerveja (com 24) e beba em casa.
  • Deixe de ser ciumento – Mesmo porque não adianta nada. Se tua mulher é uma gata, sempre será rodeada de gaviões. A probabilidade de você virar corno é de noventa por cento. Luta inglória.
  • Assuma uma personalidade – Mesmo que não seja sua realidade. Arrume um personagem para ser. Marrudo, manso, sei lá… te vira.
  • Não largue de fumar – Cê já tá mais pra lá do que pra cá. Algo vai te matar antes do cigarro.
  • Aprenda algo novo – Como por exemplo cantar uma música do Justin Bieber.
  • Seja otimista – Diante de tudo, sorria e diga: vai dar certo. Mesmo com a Dilma na presidência.
  • Acredite em si mesmo – Ninguém engoliria isso, mas tente.
  • Encare a vida – Aceite isso… seu  coração ainda bate. Independentemente da tua vontade.
  • Reconheça seus êrros – É bem fácil, acredite. De tudo o que você faz, retire 0,0001%. O resto é tudo êrro.
  • Acredite no futuro – Dos outros. O seu, pelo jeito…
  • Ame sua sogra – Este item sozinho, pode fazer de você um exemplo.
  • Não decida perder a barriga – Pura perda de tempo. Essa protuberância te acompanha há anos. Você toma dois copinhos de sidra vagabunda e promete acabar com ela. Fala sério…
  • Caminhar três vezes por semana – Essa então é de lascar. Esqueça, você não chega nem no final da primeira semana.
  • Tirar o cartão de crédito da mulher – Agora sim! Você detonou três garrafas de sidra da pior qualidade e tomou quatro doses daquela 51 que estava muqueada na cozinha! Quer morrer, infeliz? Não, abestado, não é da cachaça. Se você ameaçar de tirar o cartão dela, cê tá perdido!
  • Divorciar-se – Não faça isso. Quais são suas perspectivas? Olhe pra você. Essa mulher que está ao seu lado já é o melhor que você consegue. Daí pra diante só piora. E leve sempre em conta que ela te carrega nas costas.
  • Largar de beber – Não é recomendável se você cumprir o item anterior. Ela vai continuar te enchendo o saco, mas pelo menos você está meio entorpecido.
  • Arrumar um novo emprego – Pode até ser. Mas dê uma boa olhada em seu currículo. Retire todas as mentiras e veja o que sobrou. Arrumar um bom emprego com três folhas de sulfite em branco é meio difícil.
  • Cuidar da aparência – Só falta isso mesmo. Ir àqueles salões pra fazer manicure e pedicure, massagem e tratamento facial. Neste caso, pode largar a mulher. Você não vai precisar.

Ficou pra baixo? Espero que não. Os itens acima refletem pelo menos uns oitenta por cento da população. Ou seja, você não está sozinho. Os outros vinte por cento se dividem entre aqueles que conseguiram perder a barriga e os que se divorciaram. Nem tudo está perdido.

Ah, sim. Faltaram os itens das mulheres. Melhor deixar pra lá. Quem sabe ano que vem. Acho que mulher, de qualquer maneira, não é muito dada a essas listinhas de final de ano. Elas simplesmente decidem as coisas “on the fly”, na base do vento a favor. É claro que nunca dá certo, mas aí é outro assunto.

De qualquer maneira, feliz ano novo. Esqueça todas as maçarocas da vida e divirta-se um pouco. Há um ano todinho diante de você. Um ano que ficará na história para você que é brasileiro. O primeiro ano de governo da dona Dilma. Não se preocupe, quatro anos e a gente arruma um bom motivo pra nunca mais deixar mulher nenhuma fazer nada. Ou, por outro lado… passaremos a deixar que as mulheres façam tudo. De todo jeito saímos ganhando.

Feliz ano novo! Muita saúde. O resto você dá um jeito!

2011 feliz ano novo

About the Author Bruno

4 responses to “Feliz 2011, tome a decisão certa”

  1. Roberto says:

    Caraca! Matou a pau!

  2. Markus Grünig says:

    Boa Brunão! me apropriei, compartilhei, ra ra ra
    felicidades pra voces ai nos USA (mas não abusa)

Popular posts