Quer criar seu próprio infoproduto?

Inscreva-se e receba um minieBook para saber mais hoje mesmo!

Como saber? Pergunta ou resposta?

Shares

Como saberNa verdade uma introdução de pergunta. Que já deve ter passado por milhões de cabeças neste mundo. Como saber… isto ou aquilo. Cada qual tem seus motivos, suas dúvidas, desconfianças. Ou apenas sede de saber mesmo.

Duas palavras que podem expressar desde uma dúvida simples, como saber se o ônibus já passou ou se está atrasado (essa é legal…), até como saber o futuro do Brasil (essa é mais legal ainda…).

Mas agora chegou Como Saber – o blog. E todos estes problemas, dúvidas, ansiedades e desconfianças… não serão respondidos nem resolvidos. Mas serão, com certeza, expostos. Tá legal… nem todos. Alguns. É que eu me entusiasmei.

Muitas e muitas vezes, à pergunta iniciada com estas palavras, segue uma resposta que termina com as mesmas palavras. Quer um exemplo? Aí vai:

P: Como saber se ela é fiel?

R: Ah… isso aí não tem como saber…

Aliás, sujeito que faz este tipo de pergunta, praticamente já deu a resposta. Se está tão preocupado com a fidelidade “dela”, não está em dúvida. Está é altamente desconfiado. E onde tem fumaça tem corno… quero dizer, fogo.

E tem umas bem cabeludas. Ou melhor de arrancar os cabelos. Veja só:

P: Como saber se ela está grávida?

R: Fácil. Aguarde alguns meses… Que qui é? Tá com pressa porque?

O sujeito quando está se perguntando como saber se ela está grávida, geralmente está lascado. Marido não fica tão ansioso assim. Se você está nesta situação, a única coisa que posso lhe dizer é: boa sorte, e da próxima vez (se houver), use camisinha. Ah, sim… mais uma coisinha. Aquelas frescurinhas entre você e ela, mensagenzinhas de amor, telefonemazinhos, emailzinhos… essas bossas… já eram. Cada mensagem ou telefonema dela a partir de agora serão um verdadeiro martírio para você. Resumindo: cê vai se lascar…

De todas as perguntas “como saber”, creio que a mais singela – digamos assim – é esta:

P: Como saber se ele gosta de você?

R: Case-se com ele, permaneça mais de vinte anos casada, finja que tem dor-de-cabeça sete dias por semana, não limpe a casa, não trabalhe fora, peça pra ele te levar ao shopping center três vezes por semana, acompanhe todas as novelas da TV, reclame a cada cinco minutos de tudo o que ele faz, mande-o colocar o lixo pra fora, não deixe que ele vá ao boteco com os amigos, nem tampouco jogar futebol aos finais-de-semana e vá dormir todas as noites com “bobs” na cabeça, que nem a dona Florinda. Se ele ficar firme nestes vinte anos, das duas uma: ou ele gosta de você ou tem uma amante. Como você pôde perceber, mesmo assim não tem como saber se ele gosta de você…

Mas a minha preferida é:

P: Como saber se a mulher fingiu o orgasmo?

R: Esqueça isso. Mais de oitenta por cento dos orgasmos dela são fingidos. Descobrir a verdade só vai te fazer sofrer. De mais a mais, depois de algum tempo, nem ela mesma sabe quando é verdade (raras vezes) ou quando é fingimento. Sinto muito, não há como saber.

Tem aquela do presentinho:

P: Como saber se o anel de brilhantes que ele te deu é verdadeiro?

R: Se a mulher tem esta dúvida, provavelmente deve ter recebido um daqueles anéis que vêm de brinde no doce. Mas é fácil comprovar. Se o cara não for rico, otário ou ladrão, é falso.

Achei mais uma bem interessante:

P: Como saber se o homem só quer sexo?

R: Fácil. Você é rica? Se for, além do sexo ele vai querer a grana também. Está vendo? E você julgando mal o pobrezinho…

E a dúvida que cada vez mais se transforma em certeza:

P: Como saber se alguém é gay?

R: Mande pisotear uma barata. Se esmagá-la sem dó, é homem. Se procurar uma lata de inseticida, tá quase escapando a ré. Se subir numa cadeira, é uma desvairada. Para mulheres, a mesma coisa. Pisoteou é sapata. Lata de inseticida e cadeira, mulher. Alguns podem tentar fraudar o teste. Observe bem o pisão. Se for meio de ladinho, lascou…

Só umazinha séria para terminar:

P: Como saber o futuro?

R: Por mais que você ache que não, há uma resposta. Como é o seu presente? O que você está plantando? É impossível – mesmo – plantar erva daninha e colher rosas. Pode parecer filosofia barata, mas não é. Eu estou colhendo o que plantei. De bom e de ruim. E assim será com você. Se é que já não está acontecendo.

About the Author Bruno

Popular posts