Quer criar seu próprio infoproduto?

Inscreva-se e receba um minieBook para saber mais hoje mesmo!

Como passar uma mensagem pelo celular

Fazer um blog

Como passar uma mensagem de texto pelo celularComo você deve ter reparado, o blog Como saber “ensina” coisas. Neste artigo, você vai aprender como enviar uma mensagem pelo celular. Tá legal… eu sei que você já sabe, mas leia assim mesmo. E vai aprender um pouco mais.

Estou falando – você já deve ter se mancado – de mensagens de texto. Não aquela antigona onde usamos a voz. É essa moderna, onde ninguém quer mais saber de falar, só teclar.

Instruções para passar uma mensagem pelo celular

  1. Providencie um celular.
  2. Certifique-se de que o celular passa mensagens (de texto). Precisa ter aquele tecladinho maneiro.
  3. IMPORTANTE: Antes de passar a mensagem, certifique-se de não estar fazendo outra coisa. Dirigindo um automóvel, por exemplo. Mascar chiclete pode. Se você tiver coordenação motora para tanto.
  4. Pronto. Pode passar a mensagem.

Aprendeu? Não entendeu a minha “mensagem”? Então vou explicar.

Tenho visto e ouvido por aí que muita gente anda enviando mensagem de celular enquanto dirige. Se você é uma destas pessoas, tem duas escolhas:

  1. Pare de ler agora e siga fazendo besteira.
  2. Continue lendo, mas já sabendo que eu vou baixar a ripa em você.

Mensagem de texto no trânsito

Se você ainda não sabe,  conduzir um automóvel exige 100% (cem por cento) de concentração. Não é noventa nem noventa e sete. Cem por cento. Por isso, falar no celular já é complicado. Porque por mais que você pense que não, boa parte de sua concentração sai do volante e vai para a conversa. Mas por enquanto estamos falando de falar no celular.

Se falar, que não ocupa as duas mãos, atrapalha, o que é que acontece quando você quer segurar “um pouquinho” o volante com a perna, para poder digitar seu texto? Cujo texto – diga-se de passagem – na maioria das vezes é completamente inútil. Coisas como “que vai fazer mais tarde?”. A pessoa responde: “nada, e você?”. Você responde: “nada, também… porque daqui a pouco vou causar um acidente, matar três pessoas e morrer…”.

Peguei pesado? Sorry. Mas é o que acaba acontecendo. Mensagem de celular e trânsito não combinam.

E nem adianta vir com aquela conversa de “eu sei o que estou fazendo”. Ou então “se eu me matar é problema meu”. Em primeiro lugar, quem passa mensagem de texto enquanto dirige, de maneira alguma sabe o que está fazendo. Mal e mal sabe para onde está apontado seu nariz.

Em segundo lugar, se você quer se matar, realmente é problema seu. Garanto que o mundo não vai achar falta nenhuma. Mas escolha outro método. Este – mensagem de texto no trânsito – não serve. Porque há outras pessoas que podem sair feridas ou morrer, por causa de um idiota (eu avisei pra parar de ler…) que acha que tem superpoderes.

Mensagem de celular “urgente”

Você conhece alguém que está numa cadeira de rodas devido a um acidente de automóvel? Eu conheço. É muito triste, garanto. Alguns segundos de distração, e – das duas uma – a morte ou o resto da vida para lamentar.

Ah, sim… é urgente. A mensagem que você passa ali, dirigindo desajeitadamente, desrespeitando qualquer sinal de vida ao seu redor é urgente. Pois deixe-me contar uma história.

“Há mais de dez anos atrás, íamos pela estrada um amigo e eu. Seis horas da manhã. De longe vi que algo tinha acontecido mais adiante. Chegamos perto. Havia um caminhão parado à beira da estrada, cujo acostamento era quase inexistente. O caminhão havia quebrado e estava, portanto, parado ali. Atrás do caminhão, a cena mais horrível que já presenciei em minha vida. Uma ambulância literalmente entrou na traseira do caminhão, matando seus quatro ocupantes, um dos quais era o doente. A longarina do caminhão decepou a cabeça do motorista e da pessoa que ia ao seu lado. Era urgente. O motorista deve ter dormido no volante. Não havia tempo para que ele dormisse antes do trabalho. Era urgente.”

Agora responda a você mesmo. Sua mensagem de celular é mais urgente que salvar uma vida? O motorista da ambulância, na ocorrência acima, tinha algo urgente para fazer. Levar uma pessoa a um hospital. Ele não estava passando uma mensagem de celular. Mas cometeu alguma imprudência, um êrro. Foi trabalhar sem dormir. Alguns segundos… quatro vidas. O preço da distração é muito alto, não compensa.

Lá em cima eu disse que ninguém iria ligar se você morresse. Não é verdade. Foi só pra impressionar. Sua família vai sentir falta. Seus amigos. Eu também, afinal quem é que vai ler isso aqui? E tem uma pessoa que precisa que você fique por aqui mais um tempo. Deus. Talvez ele tenha uma missão para você.

Por isso, tem mesmo uma mensagem inadiável para passar? Pare o carro, passe sua mensagem e siga caminho. Vivo.

About the Author Bruno