Quer criar seu próprio infoproduto?

Inscreva-se e receba um minieBook para saber mais hoje mesmo!

Afinal, o que é livre arbitrio?

Shares

livre arbitrioCheguei a escutar o termo quando era jovem, e confesso que não tinha idéia do que significasse. Pela simples razão de não me interessar. Eu não queria saber o que é livre arbitrio. Aquilo não me preocupava em absoluto.

Em minha santa preguiça mental, associava – talvez – como algo ligado a arbitrar. Mas também não sabia que raios seria arbitrar. Mas ouvia locutores esportivos chamando o juiz do jogo de futebol de árbitro. “Ah… deve ser algo assim. Como decidir, julgar…” – pode ser que eu tenha pensado.

Como você pode ver, associações de termos desconhecidos com outros conhecidos, podem ajudar a solucionar um problema. Ou torná-lo mais complicado ainda. Neste caso, tomando-se o caminho certo, ajudou.

O que é livre arbitrio?

Se tomarmos o caminho esportivo, do juiz de futebol, sem desviar-nos do teor da coisa, teremos que o juiz decide algo que, de outra maneira ficaria difícil. Dois jogadores se “encontram” delicadamente. O juiz apita e decide que o jogador A cometeu uma falta sobre o jogador B. Concluo então que no jogo de futebol não há livre arbitrio. Só uma pessoa decide.

Lembro-me quando era garoto e participava assiduamente das “peladas” de futebol do bairro. Como todos queriam jogar, jamais havia um voluntário para ser juiz. E mesmo que houvesse, se conhecesse a macacada não iria topar ser o juiz. Acabaria levando uns petelecos. A moçada levava a coisa a ferro e fogo.

Nossa partidas então seguiam sem juiz. Geralmente não havia problemas. Aquelas faltas muito claras eram resolvidas rapidamente. Uns dois, três gritavam “falta” e pronto. Neste caso, havia livre arbitrio. Todos os jogadores tinham – teoricamente – o poder de decidir se foi falta ou não. Na prática não era bem assim.

Os mais fracos – de físico e personalidade – sempre saiam perdendo. Tomavam uma canelada, gritavam “falta”, mas o jogo seguia em frente. Já os mais fortes, mais metidos, muitas vezes exerciam seu livre-arbitrio para vantagem pessoal, “gritando” faltas inexistentes, por exemplo.

Enfim, nem é preciso ir muito mais longe, certo? Livre arbitrio é isso. Decidir algo por si mesmo. Em sua vida, no dia-a-dia, em casa, na empresa.

Por exemplo: você está andando na rua e alguém esbarra em seu ombro, fazendo com que você perca o equilíbrio, derrube algo que segurava nas mãos e quase caia no chão. A outra pessoa tem o livre arbitrio de pedir desculpas ou sair andando como se nada tivesse acontecido. Você tem o livre arbitrio de aceitar as desculpas (caso tenham sido oferecidas), não aceitar e partir para a ignorância, ou, caso não tenham sido oferecidas desculpas, ficar quieto ou mandar o sujeito para aquele lugar (não faça isso, é feio e pode causar problemas sérios).

Você tem livre arbitrio sobre sua vida

Acreditar que tudo já está decidido e que você nada pode fazer para mudar, é chamado de determinismo. O que – na minha opinião – não é verdade. Repare como muitos acontecimentos em sua vida são resultantes de suas decisões. Por exemplo: você paga um consórcio por alguns meses e é contemplado. Pura sorte, não é? Mas lembre-se que lá atrás você decidiu comprar o consórcio. E antes disso você discutiu com sua mulher o que seria melhor: comprar o consórcio ou guardar o dinheiro na poupança para comprar o carro mais adiante, à vista. Ora, é claro que não estava determinado que você seria sorteado. Você não é um autômato manejado por controle remoto. As suas decisões influem – e muito – na sua vida.

Já vi muitas vezes um ladrão “justificar” seu roubo pelo fato de não achar emprêgo e ter que sustentar a família. Ele “não tinha opção”. Isso é mentira. Assim fosse, qualquer atitude seria justificada. Ele exerceu seu livre arbitrio. E tomou o caminho errado.

Deus e o livre arbitrio

Já vi muitos confundirem completamente as bolas nesta questão. Alguns – muitos – usam o livre arbitrio que Deus nos deu de maneira errada. Tomam decisões ruins. E se dão mal. Aí, desistem momentaneamente do livre arbitrio, colocando a culpa em alguém. Até mesmo em Deus, que nada teve a ver com a má decisão.

Outros querem exercer abundantemente seu livre arbitrio, sair por aí fazendo “gato e sapato” de tudo e de todos, tomar decisões de qualquer maneira, pensado que no final terão o mesmo destino que outros que tomaram decisões corretas e souberam fazer bom uso do livre arbitrio. Acabam se dando mal também.

Porque Deus nos deu o livre arbitrio, é verdade. Mas Ele (Deus) não disse que o resultado seria sempre o mesmo, disse? Não, Ele não disse. Seria a mesma coisa que se Deus dissesse: “fazei neste mundo o que lhes der na telha e Eu vos livrarei…”. Deus jamais disse isso e jamais diria.

Assim como nosso livre arbitrio influi em nossas vidas aqui na terra, também influi naquilo que virá após esta vida. 

O artigo já está de bom tamanho e eu não gosto de alisar ninguém. Portanto, vamos direto ao assunto: decisão correta = salvação, vida eterna. Decisão errada = inferno, condenação.

E qual é a decisão correta, neste caso? Deus nos deu uma grande oportunidade. Nos enviou Jesus Cristo, que pagou pelos nossos pecados. E avisou: “todo aquele que n’Ele (Jesus) crê, não perecerá, mas terá vida eterna. Será chamado filho de Deus.

Tome a decisão certa hoje. Só há dois caminhos. Tenho certeza de que você não quer tomar o caminho errado. Use sensatamente o seu livre arbitrio.

About the Author Bruno

3 responses to “Afinal, o que é livre arbitrio?”

  1. Marcos says:

    Amigo, vai me desculpar, mas qual o resultado da equação:
    Deus + Onisciencia + Onipresença + Livre Arbitrio = ?
    E mais uma pergunta:
    Há possibilidade de existir livre abítrio no paraíso (céu ou coisa parecida)?Porquê?
    Abraços.

    • Bruno says:

      Está desculpado. Não sei porque, mas estou sentindo que você é uma daquelas pessoas que só faz perguntas das quais sabe a resposta. Se for este o caso, fique à vontade para responder às suas próprias perguntas. Quando e se eu resolver escrever sobre o tema proposto, talvez responda eu mesmo. Um grande abraço.

      • Marcos says:

        Olá amigo, você nao está errado não, eu tenho a resposta para essas perguntas, porém ela não tem só uma respota. Eu apenas queria conhecer a sua, se eu numca conhecer outras respostas alem das minhas ficarei sempre limitado.
        Não quero que sinta-se ofendido. Não sou ateu, mas questão de livre arbitrío me intriga uma vez que, acredito eu, está tudo delimitado por Deus, do inicio ao fim.
        Vou parar por aqui,
        Abraços.

Popular posts